Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Blog da Ervilha

Um blog sobre tudo o que me apetece.

O Blog da Ervilha

Um blog sobre tudo o que me apetece.

Portugal e Islândia, os países e os números.

A Islândia é um país com 112 anos, quando se tornou independente da Dinamarca. Tem 103 000 quilómetros quadrados, um PIB per capita de 37 895€ e 320 000 habitantes (menos que o concelho de Sintra).

Em 2008, este país teve a maior crise dos países europeus, sendo que viu o sua dívida atingir 900% do PIB. Nesse ano foram nacionalizados três dos maiores, e mais problemáticos, bancos do país; que depois os deixou falir, levando consigo os maus investimentos de privados e empresas que aí correram os riscos. Foram presos efetivamente (e condenados) os banqueiros, empresários e políticos corruptos responsáveis pela crise do país. Cerca de 30 pessoas, no total de 320 000 que o país tem. Caíram governos, fizeram justiça e não estenderam a mão a ninguém, o FMI quis ir lá fazer asneira e eles mandaram-nos dar uma volta.

 

Portugal 877 anos, 92 090 quilómetros quadrados, 11 000 000 de habitantes e 23 384€ de PIB per capita.

Em 2008, começa a crise em Portugal. Os bancos caem um atrás dos outros até 2016 já foram, pelo menos 4, até ao momento. Ninguém foi preso, nenhum governo caiu por causa disso. O país pagou, a peso de ouro a má gestão de um punhado de homens. Não fomos capazes de nos levantar sem perder autonomia e voltar a estender a mão a quem é, em grande parte, responsável pela própria crise.

Estes são os dois países que empataram ontem. Foi só ontem que empataram porque em número há claramente um em superioridade.

A 14 de junho de 2016 encontraram 35 000 adeptos de futebol, 7000 islandeses e 28000 portugueses; ou seja, por cada islandês estavam quatro portugueses. Seria de esperar que, efetivamente, Portugal estivesse em casa (como tanto se publicitou durante a semana). Mas a respostas às perguntas:

Quem se ouviu?

Quem puxou pela equipa?

Quem apoiou incondicionalmente?

A resposta é: OS ISLANDESES.

Vi muitos portugueses a tirar fotografias, a filmar e de corpo presente. Mas, muito pouco a levar para a frente uma equipa perdida e desorientada, composta por uma parte de pequenos rapazes que precisavam do apoio da sua gente. Não basta dizer que se enche o estádio e que se faz festa, é preciso fazer mais e falar menos. Toca a levar isto para a frente, não basta mudar as fotos do perfil, tirar fotografia a bilhetes e dentro do estádio, é preciso apoiar.

Já sabemos que somos um país de brandos costumes, de fado, sofrimentos e melancolia; agora precisamos de mostrar que, pelo menos no futebol, sabemos ser unidos.

Empatamos com um país com 0,03 da nossa população, mas isso não é o maior fosso entre os nossos países. O maior é a mentalidade de um povo que é: mais organizado, mais autónomo e mais independente. Enquanto nós temos Amália eles têm Björk - já por si é uma grande falha nossa.

Enquanto adepta de futebol penso que ontem o público foi uma falha grave, gravíssima, os pequenos contavam convosco e vocês falharam. Assim a nossa seleção jogou num ambiente hostil e desagradável, originado por 1/5 das pessoa presentes no estádio. É no fundo um reflexo da sociedade atual, as pessoas vão para mostrar que foram nas redes sociais, estando ali sem aproveitar o momento e viver efetivamente. O que contam são os likes, as visualizações e as partilhas, mais uma vez fomos medíocres e reles.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub