Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Blog da Ervilha

Um blog sobre tudo o que me apetece.

O Blog da Ervilha

Um blog sobre tudo o que me apetece.

Birdman, o filme

Atendendo à grande controvérsia que gerou na altura, ao elenco, ao número e relevância dos prémios que ganhou; é escandaloso que ainda não o tenho visto. Vi esta semana: entre semestre, sem trabalho a jorrar, com uma gripe aí a espreitar e algum tempo para estar uma manhã a chocar no sofá. 
Fiquei bastante impressionada com o filme, em vários pontos:

1. A crítica aos estados do cinema e da sociedade atual é muito pertinente. A frase "Haverá algum bom ator a quem ainda não tenham posto uma capa?" atira-nos para o atual domínio da Marvel, DC e Disney nas salas de cinema; sem estas etiquetas muitos atores não teriam trabalho. O próprio Michael Keaton é um incrível Batman, que nos mostrou o potencial de Tim Burton e uma banda sonora de Prince. E então qual é o problema? Para mim nenhum, mas para os puritanos da arte talvez.
Facto é -que tirando um punhado de bons atores e atrizes; que normalmente produzem, pagam, esses mesmos filmes - quem nunca fez nada Marvel, DC ou Disney?! Esforcem-se, muito mesmo, para pensarem em nomes. No fim sobram: Brad Pitt, Christoph Waltz, Diane Keaton, Sean Penn, Keanu Reeves e poucos mais. Se pensarem em nomes como: Merryl Streep, Anthony Hopkins, Angelina Jolie, Hallie Berry, Charlize Theron, Keira Knightley, Natalie Portman, name it já todos se renderam aos cashes milionários de um bom filme de cinema fantástico ou a uma adaptação de contos infantis. 
PS: Eu gosto, sem preconceitos. Na DC sou fã do Batman (prefiro os heróis DC aos Marvel) e vi todos os Marvel (onde prefiro o Iron Man e o Wolverine), estes são filmes que valem a pena ver no cinema. O que faz de mim uma madrinha bastante cool...

  1. O quão implacável, estereotipada e comercial é a arte. O cinema é uma indústria implacável no aspeto físico dos atores, então das atrizes nem se fala; a idade é quase um crime de lesa-pátria. A falta de redes sociais faz com a pessoa não exista, porque só existe e vende quem está na rede.
    Neste filme a personagem principal é um actor (quase falido, pai ausente, com uma crise de identidade e na meia idade) que tenta mostrar que sabe representar, indo para o teatro. Algures uma jornalista de teatro (cheia de preconceito e rancor porque não foi atriz) diz-lhe: "Você não é ator. É uma celebridade.". Mas não, Michael Keaton desempenha um excelente papel, é um grande ator e fico satisfeita que tenha reaparecido tão brilhantemente; as cenas com Edward Norton (já foi um péssimo Hulk) são absolutamente extasiantes. Que magnífica reflexão sobre o estado da arte. 

    3. A parte técnica do filme é muito boa: realização, roteiro, luz, banda sonora e edição são irrepreensíveis. Havia muito a dizer mais isto já vai longo.

    Para mim este filme é uma obra-prima do cinema. Dá-nos uma perspetiva real e crua, que nos leva a refletir sobre o estado da arte e da sociedade atual.
    Neste ano em que temos o Pantera Negra (longe de ser o melhor Marvel) nomeado para melhor filme. Será que no cinema, tal como na música, não há nada de novo que seja realmente digno de prémio?! Claro que há, mas tal como em todos os outros ramos o cinema é também um lobby. 
    Birdman é um chuto no balde da sétima arte, daqueles chutos bem grandes.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub